Ipure

MEIOS FILTRANTES

A água é um item muito importante, mas nem sempre ela está em condições adequadas para uso, e uma das formas de tornar a água potável é através da filtragem. No mercado existem diversos tipos de filtros para esse processo, um deles é o filtro do tipo leito.

 

Eles funcionam seguindo os mesmos princípios dos processos de filtração convencional, a diferença consiste no tipo de meio filtrante. Geralmente são utilizados como pré-tratamento. Estes tipos de filtros possuem sistema de retrolavagem, ou seja, após sua saturação, podem ser lavados para que possam voltar a operar. O leito retém as partículas sólidas, permitindo a passagem de água limpa. Os filtros tipo leito são compostos por um vaso que pode ser de fibra, aço carbono revestido ou inox e pelos meios filtrantes que vão em seu interior, os mais comuns para estes tipos de filtros são:

AREIA

Removem os sólidos em suspensão e impurezas mais grosseiras, como barro, reduzindo a coloração do fluido. Este sistema permite retrolavagem, (processo de limpeza após saturação do leito, devido à retenção de matéria sólida),

SEIXO ROLADO – QUARTZO

Meio filtrante utilizado como camada suporte de filtro multimídia de varias granulometrias, possui estrutura cristalina Trigonal composta por tetraedros de silica (Dióxido de Silicio, SiO2). O seu hábito cristalino é um prisma de seis lados que termina em pirâmides de seis lados, embora frequentemente distorcidas e ainda colunar, em agrupamentos paralelos, em formas maciças (compacta, fibrosa, granular, criptocristalina), meclas com diversos pseudomorfos.

Granada

É um meio filtrante granular de alta densidade e dureza, utilizado como a filtração mais fina de um sistema de filtração com uma cama multimidia com fluxo para baixo. Esta condição estável de grãos grandes por cima dos mais finos, se consegue utilizando materiais de diferentes tamanhos e pesos específicos. A granada com seu alto peso específico de 4.0, forma a capa mais baixa de grãos finos e seu tamanho efetivo de 0,3mm pode filtrar até uma faixa de 10-20 micras.

carvão Ativado

O carvão ativado é um material poroso composto principalmente por carvão elementar, modificado para ter uma grande área de superfície interna, geralmente de 500 m2 a 1.500 m2 e se encontra disponível em duas formas: carvão ativado em pó (PAC): tamanho de partícula de 1 a 150 mm, e carvão ativado granulado (GAC): tamanho de partícula de 0,5 a 4 mm. A dosagem pode ser facilmente ajustada para garantir os requisitos de pureza consistente de uma série de fluxos de processo. Podem ser utilizados para aplicações alimentícias, tratamento de água e químicos, entre outras aplicações. Eles variam o tamanho das estruturas entre micro, meso e macroporos, PH ácido, neutro ou alcalino, da adsorção rápida à filtragem rápida. O PAC é adequado para muitos processos de purificação, da descoloração ao aprimoramento final de sabor e odor. O GAC é tipicamente utilizado em processos contínuos. O processo pode ser elaborado com uma excelente base de vida útil, para qual o tempo ocioso durante a substituição ou regeneração pode ser eliminado. Em nossos processos utilizamos a filtração com GAC de origem mineral importado dos USA é um processo de tratamento robusto para a remoção de materiais não biodegradáveis dissolvidos e para reduzi-los a níveis muito baixos e para remover diferentes tipos de impurezas, principalmente de natureza orgânica.

ANTRACITO

Devido a sua densidade única, a antracita pode ser utilizada em filtros multicamadas, com densidade de 0,8 gr/cm3, é adequada hidraulicamente e ficará por cima dos meios mais pesados como a areia ou granada, oferecendo assim, um leito (capa) de pré-filtração. Isto representa corridas mais longas e menor perda de carga, sem mencionar a redução de retro-lavagens, o que se traduz em uma enorme economia de água para esta etapa.

GREENSAND

Greensand é meio filtrante utilizado para remover o ferro solúvel, sulfureto de manganês, de hidrogénio, o arsénio na água. O dióxido de manganês nas suas funções de superfície, como um catalisador na reação de oxidação-redução do ferro e manganês. O núcleo de areia de sílica permite Greensand suportar condições de operação em água com baixo teor de sílica, TDS e dureza, sua operação por ser em maior pressão, períodos mais longos entre retrolavagem e uma maior margem de segurança e pode ser regenerado com cloro.

rESINAS

Os leitos de resina de troca iônica são leitos que visão a remoção de partículas específicas, sendo elas compostas por íons (cátions e ânions). Este processo ocorre devido à interação química entre a resina e os sais dissolvidos na água. Tudo é feito através de troca iônica, retendo uma determinada família de íons. Os equipamentos que utilizam esses princípios são os desmineralizadores e os abrandadores. Esses equipamentos são responsáveis pela a remoção de íons remanescentes de sais minerais dissolvidos por meio de trocaiônica. Este processo remove a família de íons como um todo, ou seja, são removidos os totais cátions ou totais de ânions. Este tipo de equipamento é empregado em tratamento de água para processos industriais onde são necessários baixos níveis de condutividade, como aplicações indústrias de eletro-eletrônicos, farmacêutica e mais amplamente em água para uso em caldeiras Assim como a desmineralização, o abrandador também visa à remoção de sais dissolvidos na água, porém com finalidade de diminuir a dureza da água, ou seja, consiste na remoção total ou parcial de Cálcio (Ca+2), Magnésio (Mg+2). Normalmente estão presentes na forma de Carbonatos, Bicarbonatos, Sulfatos e Cloretos. A aplicação dos abrandadores é geralmente utilizada no tratamento de água de uso em caldeiras de baixa pressão, com a finalidade de prevenir as incrustações causadas por estes sais nas tubulações, que podem aumentar as chances de acidentes indústrias. No caso de leitos de resina de troca iônica e abrandadores, além da retrolavagem também é efetuada a regeneração química do leito.